Rômulo Rippa

Obras de urbanização avançam no Jardim Anésia 2

Esta semana o prefeito Rômulo Rippa visitou as obras de urbanização do Jardim Esperança, núcleo conhecido como Jardim Anésia 2, mas que ganhará essa nova denominação.

É mais uma benfeitoria que a cidade está recebendo com recursos do financiamento de R$ 26 milhões junto à Caixa Econômica Federal, aprovado no ano passado pela Câmara Municipal, além de verbas de uma emenda parlamentar ao Orçamento da União.

O contrato para realização das obras prevê a execução de obra e serviços de terraplanagem, guias e sarjetas, drenagem de águas pluviais, pavimentação asfáltica e praça esportiva (etapa 1); e terraplanagem, guias e sarjetas, pavimentação asfáltica, sinalização viária (horizontal e vertical), calçamento e acessibilidade (etapa 2) em ruas e avenidas do bairro Jardim Anésia, vizinho ao Jardim Esperança.

A etapa 1, portanto, vai promover as melhorias nas chamadas “rua de cima” e “rua de baixo” do núcleo habitacional. Ao todo serão 17 mil metros quadrados de pavimentação asfáltica e infraestrutura. Além de uma praça esportiva na região, que contará também com recursos de uma emenda parlamentar do suplente de vereador Toninho Correa, apresentada quando este ocupou uma cadeira no Legislativo.

A etapa 2, que está em sua fase final, está realizando o recapeamento da rua Josephina Martins Rezende, no Jardim Anésia, num total de 4,5 mil metros quadrados, entre outras benfeitorias.

Do valor total, cerca de R$ 1,2 milhão são de emenda apresentada pelo então deputado federal Lobbe Neto (PSDB). O restante, com recursos do financiamento de R$ 26 milhões junto à Caixa.

“Graças ao pacote de investimento que foi aprovado pela Câmara no ano passado serão quilômetros de drenagem, de asfalto. Um verdadeiro sonho para Porto Ferreira, uma espera de décadas. Considero esta talvez a obra mais importante de todo o pacote, devido ao seu impacto social, pois estaremos levando muito mais qualidade de vida para uma parcela grande de nossa população”, disse o prefeito Rômulo Rippa.

O bairro também está em processo de regularização fundiária para que os moradores possam, em breve, ter os documentos de posse de suas propriedades. São mais de 500 moradias no local.

Add Comment